20 novembro 2011

Comunidade com Unidade.


Dias atrás falei da importância de vivermos em unidade. Se você lembra bem, descobrimos que viver em unidade é permanecer no amor apesar de todas as dificuldades e conflitos. Podemos recordar daquele texto que está em Atos 2,46, onde os primeiros discípulos perseveravam unânimes, partindo o pão, comendo junto com alegria e singeleza de coração. Isso é comunhão, é uma comunidade com unidade.

Precisamos aprender isso também, porque a oração de Jesus para que sejamos um tem um propósito: Para que o mundo creia que Deus o enviou. A comunhão da igreja no texto de atos fez com que ela caísse na “graça do povo”. E Deus a cada dia acrescentava mais pessoas. Nós estamos caindo na graça do povo? A nossa unidade pode ser vista por todos?

Algumas pessoas se sentem inferiores diante de outras. Outras, ao contrário se sentem superiores demais. Para que sejamos um e o mundo creia na mensagem de Jesus precisamos aprender que temos a mesma importância diante Deus. Somos iguais e ao mesmo tempo diferentes. Com diferenças que nos especificam e não nos inferiorizam.

Você é e simplesmente existe. Um pequeno arbusto ou uma grande e alta árvore, não importa, você é você mesmo. Uma folhinha da relva e tão necessária quanto a maior das estrelas. Simplesmente olhe a sua volte. Tudo é necessário e tudo se encaixa. É uma unidade orgânica: Ninguém é mais alto ou mais baixo, ninguém é superior ou inferior, cada um é incomparavelmente único. Se compreendermos isso aprenderemos a viver em unidade. Esse é o nosso desejo, é o desejo de Jesus para as nossas vidas.

Nenhum comentário: