21 outubro 2011

Lança O Teu Pão Sobre As Águas


Um dia desses saí para visitar uma senhora que faz parte de nossa comunidade. Sem nenhuma intenção recebi um dos maiores ensinamentos de minha vida. Lembro-me quando cheguei a sua casa a recepção foi maravilhosa, fui acolhido como se acolhem os anjos. Uma casa simples, de dois pequenos vãos, mas de uma simplicidade e organização exuberantes.

Então, ela me convidou até o lugar onde ficava a cozinha e pegou um único pão e começou a esquentá-lo. Fiquei preocupado de estar tirando dela a única alimentação daquela noite, pois éramos três visitantes. Meio constrangido disse que não gostaria de comer nada, estava satisfeito. Entretanto, ela insistiu que eu me alimentasse. Acho que ela estava entendendo o que se passava na minha cabeça, então olhou para mim e comentou: “Pastor, lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás”.

Aquela palavra foi impactante. Senti que uma faca de dois gumes atravessava o meu coração e chocava-se com a minha pouca fé. Fé que na vida daquela senhora era vivida com a certeza de receber tudo aquilo que necessitava para estar ali, mesmo que não estivesse vendo absolutamente nada acontecer.

Saí da casa daquela senhora com a frase ecoando em minha mente: “Pastor, lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás”. Quando cheguei em casa, logo fui procurar o texto de referência. Tratava-se de Eclesiastes 11,1. O texto aborda a maneira prudente como devemos conduzir a nossa vida. Mas, o interessante é que a maneira prudente de se conduzir a vida é vivê-la com fé. É lançar-se na incrível experiência de não ficar estacionado em meio as incertezas do tempo, mas trabalhar certo que dias melhores virão. É a incrível experiência de não ficar observando o vento ou as nuvens, esperando para semear somente quando chuva cair, mas semear sem ver nuvens e ventos com a certeza que no tempo determinado ela virá.

Na verdade ainda estou aprendendo a lançar o meu pão sobre ás águas. A minha fé ainda é muito pequena se comparada a dessa senhora. Às vezes me pergunto: se eu lançar o meu pão sobre as águas, o que comerei? Mas, sei que tudo o que necessito é lançar-se, porque o melhor investimento que posso fazer é acreditar, é investir em minha fé, algo que ninguém pode tirar de mim. É investir na certeza que o trabalho que faço hoje, quem melhor pode me recompensar é aquele que me alistou para essa boa obra.